Jeep CJ-3B celebra 70 anos

Lançado nos Estados Unidos em janeiro de 1953, o Jeep CJ-3B acaba de completar 70 anos. O modelo foi também o primeiro Jeep a ser montado pela Willys-Overland do Brasil, já a partir de 1954. Algumas unidades de versões anteriores já haviam chegado ao país como CKD antes disso, mas coube ao CJ-3B integrar as primeiras peças nacionais ao longo dos seus anos de produção aqui no Brasil.

O CJ-3B – CJ de “Civilian Jeep” (Jeep civil) – foi uma evolução dos modelos já produzidos até então para clientes civis e não militares. Nascida em 1945 com o CJ-2A, a família CJ foi composta por veículos para uso em qualquer terreno de carroceria compacta, produzidos e vendidos pela Jeep até a década de 1980.

O CJ-3B começou a ser vendido no Brasil em 1954. Montado em São Bernardo do Campo, SP pela Willys-Overland do Brasil, ele trouxe como diferenciais das gerações anteriores a grade frontal e o capô mais elevados para poder acomodar o novo motor de quatro cilindros Hurricane, da Willys, o que motivou o apelido de “cara de cavalo”. Algumas publicidades da época destacavam a força e capacidade off-road dos modelos, que seguem sendo grandes atributos da Jeep até hoje.

Dentre as muitas aventuras proporcionadas pelo CJ-3B ao longos dos seus 70 anos, destacamos uma realizada por três escoteiros em 1955, a Operação Abacaxi. Eles saíram de São Paulo com destino ao Canadá para participar do Jamboreee, encontro mundial de Escotismo. Uma viagem incrível, que acabou sendo ampliada até o Alasca a bordo do CJ-3B. Entre a ida e a volta, os três aventureiros rodaram cerca de 73 mil quilômetros em pouco mais de um ano, passando por 19 países e vivendo histórias incríveis. Os nomes desses aventureiros: Hugo Vidal, Charles Downey e Jan Stekly.

Tudo isso foi retratado no livro “Flashes de uma aventura – Operação Abacaxi”. O CJ-3B utilizado na expedição já continha um grande conteúdo de peças e acessórios nacionais. Alguns fabricantes de autopeças ajudaram a financiar a empreitada, que recebeu esse nome pois os componentes locais eram considerados “abacaxis”. No final, o Jeep foi aprovado não só em testes na fábrica original da Willys, em Toledo (EUA), como na aventura, pois não teve nenhum problema mecânico.

O Jeep CJ-3B, que também teve uma versão militar, o M606, foi produzido nos Estados Unidos até 1968, com cerca de 155 mil unidades fabricadas. Além disso, o CJ-3B foi um pioneiro "carro mundial", fabricado sob licença em países como Japão, Índia, França, Espanha e Turquia.

Mais posts relacionados

BMW Motorrad celebra 100 anos com exposição de aniversário no BMW Museum

Grande exposição de aniversário no BMW Museum para marcar os 100 anos da BMW Motorrad abre suas portas amanhã (12/5) Visitantes poderão embarcar em uma jornada intensa e emocionante pelos 100 anos de história da BMW Motorrad ao longo de aproximadamente um ano da exposição

Do Ford T aos autônomos: como o mercado automobilístico evoluiu em 100 anos

No próximo dia 13 é celebrado o Dia do Automóvel, meio de locomoção preferido pela grande maioria da população mundial

Mercedes-Benz recorda história e evolução dos rádios automotivos

De música e informações à central multimídia, primeiro rádio automotivo já tem mais de 100 anos

As grades dos BMW

Mesmo com muitas alterações desde 1933, quando foi lançado o BMW 303, basta bater os olhos nas grades dos modelos para identificar a marca

Honda CB 450, a “Black Bomber”

Publicidade